O Nazareno

Publicado por Paróquia | terça-feira, 18 de Abril de 2017

PORTAL DA BAJOUCA

A paroquia da Bajouca, viveu na noite de sexta feira santa, mais um momento inesquecível da sua caminhada como comunidade.

Depois de 3 meses de intenso trabalho, A Orquestra filarmónica de Stº Aleixo, o Coro Juvenil da Bajouca, e um grupo de mais de 70 figurantes e técnicos apresentaram de uma forma sublime "O Nazareno", obra imortal de Frei Hermano da Câmara e que marcou e continua a marcar gerações.

Foi uma hora e meia onde música canto, dança e representação se combinaram de tal forma que deixaram encantadas as cerca de 600 pessoas que encheram o salão paroquial da Bajouca. Um espectáculo que soube mais a celebração e que vai marcar para sempre todas as 125 pessoas que preparam e viveram este acontecimento que foi ao mesmo tempo um tempo de vivência e catequese.

Foi possível percorrer momentos chave da vida de Jesus e da sua mensagem. O anúncio do nascimento, o nascimento, o Espirito de Deus, as Bodas de Caná, a Samaritana, o Bom pastor e a primeira parte a terminar de forma apoteótica com a entrada triunfal em Jerusalém.

Na segunda parte começamos com o Pai nosso, ultima ceia, lava pés, jardim das oliveiras, traição de judas, caminho para o calvário com o maravilhoso canto de Maria e de Maria Madalena. crucifixão, morte e sepultura de Jesus. O silêncio e a expectativa da Ressurreição começam com luz intensa e efeitos especiais a sair do túmulo e quando todos esperávamos que na Ressurreição, Jesus, aparecesse de uma forma "espectacular" a partir do túmulo, ele aparece vivo e Ressuscitado no meio do povo, pois é vivo e Ressuscitado que ele quer estar em cada comunidade.

Uma experiência única que é para repetir por ai. Estão de parabéns todos quantos acreditaram e deram o seu melhor para que este trabalho fosse possível. A orquestra Filarmónica de Stº Aleixo, os seus responsáveis, músicos e o seu maestro. O Coro Juvenil da Bajouca e as outras 70 pessoas que estiveram envolvidas neste trabalho de mensagem e evangelização.

O cenário

Desde o início que se definiu que o cenário teria que ser algo vivo e com vida. Uma paisagem de verde imenso, cobre toda a zona do palco, depois na frente dos dois lados duas paisagens do Pisão, onde sobressai numa delas, um dos símbolos desta

comunidade. Uma montagem com a igreja a torre da antiga igreja. Do lado esquerdo o monte das oliveiras, com várias oliveiras.

Na frente do palco ampliado para esta representação um muro de verdura com 20 metros de comprimento de onde sobressaem flores brancas. As luzes criaram o resto do cenário, colocadas com gosto na altura certa e com os efeitos desejados.

30 Anos depois

Foi em novembro de 1987, que um grupo de jovens da Bajouca, foi convidado a criar uma representação a partir deste musical de Frei Hermano da Câmara. Foi no Centro Pastoral Paulo VI em Fátima. Uma aventura maravilhosa que muitos recordamos hoje com saudade mas também como desafio.

O sonho de ser possível uma representação ao vivo com música e vozes ficou desde essa altura e concretizou-se agora com brilho e emoção, como já descrevemos antes.

Agora, foi possível além de ter este musical ao vivo com música e vozes, ter em palco várias gerações. Avós, pais, filhos e netos, a mais nova, a Matilde, com poucos meses.

 
 

Agenda de Eventos

Bajouca na Rede