Agrup. 1226


O Agrupamento iniciou a sua atividade com 6 dirigentes investidos (Carla Neves, Cecília Pedrosa, Leonor Domingues, José Carlos Pedrosa, Ricardo Capitão e Vítor Ferreira). Destes 4 realizaram o CIP e estágio no Agrupamento da Cruz d'Areia, um ano antes do inicio. A primeira Seção foi a Seção de Exploradores e era composta por 17 elementos.
No dia 21 de janeiro deu-se o grande dia, para além das promessas dos 4 dirigentes foi também inaugurada a sede do Agrupamento, situada na cave da Junta de Freguesia da Bajouca. Foi um dia de festa e alegria, que contou com a presença de vários escuteiros da região e das autoridades locais. Apesar da inexperiência, o Agrupamento ia crescendo quer com crianças, adolescentes e jovens, quer com adultos que se preparam para fazer a promessa de dirigente. Desta forma, em Outubro de 2002, o Agrupamento começa a crescer e inicia o Ano Escutista com mais 2 Secções: Lobitos e Pioneiros. Devido à falta de espaço na cave da Junta de Freguesia, os lobitos e pioneiros têm de procurar sede noutros espaços.  

"1226 Mais do que um número, um sonho tornado realidade".

Dois anos mais tarde, em 19 de Janeiro de 2003, a oficialização do Agrupamento era uma realidade. A Bênção e entrega da Bandeira, um dos símbolos da representatividade de cada Agrupamento, marcaram este dia. O patrono escolhido foi Santo Aleixo, padroeiro da Paróquia. No início de Outubro de 2003, o Clã começa a reunir-se, ficando o Agrupamento a funcionar com as quatro Secções.
Atualmente o Agrupamento 1226 da Bajouca, tem cerca de 70 elementos e possui como objetivo, continuar este movimento de voluntariado e autoeducação de rapazes e raparigas, com o apoio dos adultos. Assim, cada Escuteiro deve procurar viver o Escutismo como estilo de vida proposto por Baden-Powell, sendo responsável, obediente, leal aos Princípios e Lei do Escuta, amigo do mundo que o rodeia, da sua Pátria e sobretudo ser uma presença ativa na comunidade em que se encontra inserido, tendo sempre como base, a dimensão comunitária da Fé, assente em Jesus Cristo, testemunhando a Fraternidade cristã. Porque uma vez escuteiro, escuteiro para toda a vida.
No escutismo, chefes e os escuteiros das quatro seções, nas suas atividades (acantonamentos ou acampamentos) procuram, tal como BP, deixar o mundo um pouco melhor do que o encontraram.  

Chefes de Agrupamento:

2000 a outubro de 2003 -           Ricardo Capitão
outubro 2003 a 23 julho 2006 -    Carla Neves
julho 2006 a abril 2009 -              Rui Ferreira
maio 2009 a dezembro 2010 -      Jorge Ferreira
janeiro 2010 a outubro 2011 -      Joana Capitão
novembro 2011 a  Agosto 2013 -  Cecília Pedrosa
desde setembro 2013 -                Rui Ferreira
 

Agenda de Eventos

Bajouca na Rede